Search
Close this search box.
Search
Close this search box.
Entretenimento

‘Bom Dia, Verônica’: 5 motivos para assistir à série top 1 da Netflix Brasil

Reportagem Sertão Atual

Compartilhe!

bom-dia-veronica-3-temporada-che

A série foi baseada no livro homônimo de Raphael Montes, best-seller de literatura policial, e pela criminóloga Ilana Casoy – ambos também assinam o roteiro adaptado da produção

Neste sábado, 17, a produção já angariou o primeiro lugar entre as mais assistidas da plataforma de streaming — Foto: NETFLIX/DIVULGAÇÃO

A série Bom Dia, Verônica estreou, nesta semana, sua terceira e última temporada na Netflix. Neste sábado, 17, a produção já angariou o primeiro lugar entre as mais assistidas da plataforma de streaming.

O ato final de Bom Dia, Verônica traz como enredo a revelação por trás da identidade de Doum, o terceiro elemento do temível trio de vilões das temporadas anteriores, Brandão e Matias, vividos por Eduardo Moscovis e Reynaldo Gianecchini, respectivamente, além do desfecho da protagonista vivida por Tainá Müller na luta por justiça.

Confira 5 motivos para assistir à série, dirigida por José Henrique Fonseca:

1. Escrita por quem entende de true crime

A série foi baseada no livro homônimo de Raphael Montes, best-seller de literatura policial, e pela criminóloga Ilana Casoy – ambos também assinam o roteiro adaptado da produção. Com isso, a narrativa da história é costurada com a dose de suspense e mistério que uma narrativa ficcional pede, mas se pauta em crimes inspirados na vida real, como o abuso e violência contra a mulher.

2. Atuações premiadas internacionalmente

O elenco de Bom Dia, Verônica conta com atuações acima da média, com destaque para Camila Morgado (Janete) e Eduardo Moscovis (Brandão) na primeira temporada, e Klara Castanho (Angela) na segunda. Tainá Müller também se destaca vivendo a protagonista, que passa por transformações físicas e de identidade ao longo das temporadas – para além, é claro, das emoções intensas enfrentadas pela personagem. A atuação rendeu à protagonista o Septimius Awards, prêmio da Holanda que consagra filmes e outras produções audiovisuais.

3. Heroína digna de história em quadrinhos

O clima de suspense e violência da série cria um ambiente em que Verônica consegue brilhar como protagonista de uma graphic novel Quem concorda é a própria Tainá Müller. A atriz comentou, ao portal Omelete, que Verônica tem o tom de uma justiceira de histórias em quadrinhos. Ponto a mais para a produção brasileira, que se inova acenando para estéticas distintas.

4. Galãs da TV em papéis polêmicos

Um destaque da série foi a escalação de atores já consagrados na teledramaturgia brasileira por papéis de galãs. Em Bom Dia, Verônica, Eduardo Moscovis, Reynaldo Gianecchini e até Rodrigo Santoro – que pausou sua temporada hollyoodiana para participar da season finale da Netflix – vivem papéis de homens controversos, violentos e abusadores. Tal escolha rompe com o imaginário em torno desses atores e surpreende a quem assiste.

5. Violência contra a mulher em cena

O grande mérito de Bom Dia, Verônica é a trama ser centrada em temas como a violência contra a mulher, sob a perspectiva de uma justiceira que consegue compreender os sentimentos de quem é vítima. Ao lidar com temáticas tão delicadas, a série choca, mas também conscientiza.

Rodrigo Santoro conversou com o Estadão e afirmou que a trama que envolve a conscientização sobre violências contra a mulher foi o que mais o convenceu a aceitar o papel. “Através das minhas escolhas, do meu trabalho, é a forma como eu encontro de falar de temas importantes”, disse.

Fonte: O TEMPO

Compartilhe!

Veja também
Matérias relacionadas

PORTAL SERTÃO ATUAL

Rua Felipe Alves, n° 486, Centro – Simões – Piauí – Contato: (89) 99990-0854 
e-mail: [email protected]

PÁGINA INICIAL

ÚLTIMAS

CIDADES

POLÍCIA

ENTRETENIMENTO

ESPORTE

POLÍTICA

GALERIA DE FOTOS

TV

GALERIA DE VÍDEOS

QUEM SOMOS

CONTATO